BLOG do MNU


 

“O que será das crianças, dos(as) jovens negras(os) destituídas(os) de uma história condigna de seu povo?”

Balogun

 

Outubro

Datas Importantes:

 

1º . Independência da Nigéria (1960).

09. Independência de Uganda (1962).

    . Nasce José do Patrocínio, em 1853, líder abolicionista, filho de Justina do ]

      Espírito Santo, na Cidade de Campos – RJ.

11. Nasce Maria Firmina dos Reis, a primeira escritora negra maranhense e do

      Brasil. Escreveu o romance pioneiro (Úrsula, 1858) e se destacou como

      educadora em São Luís, Maranhão, sendo fundadora da primeira escola mista

      e gratuita, formando crianças  pobres no estado.

    . Nasce Cartola (Angenor de Oliveira), em 1908, no Rio de Janeiro compositor e

      notável poeta, fundador da Escola de Samba 1ª de Mangueira.

12. Independência de República da Guiné Equatorial, em 1968.

14. Fundação do TEN – Teatro Experimental do Negro, por Abdias do

      Nascimento, no Rio de Janeiro.

15. Nasce Grande Otelo (Sebastião Bernardes de Souza Prata) ator de cinema e TV, cantor e compositor, em 1915, em Uberlândia - MG.

16. Desmond Mpilo Tutu, arcebispo negro anglicano da África do Sul, é agraciado com o premio Nobel da Paz, em 1984.

19. Nasceu Mané Garrincha(Manuel Francisco dos Santos), um dos maiores jogadores de futebol do mundo, no Rio de Janeiro,

 

28. Nelson Cavaquinho nasce no Rio de Janeiro em 1910.

 

Você sabia? Que:

 

- O Hino do Portuário, adotado pelo sindicato da categoria, no Rio de Janeiro, é de autoria de Mano Décio da Viola (Décio Antonio Carlos), que morreu no dia 17.10.1984.

- Benjamim Malisela Moloise, poeta e militante do African National Congress (ANC), foi enforcado no dia 18.10,1985.

- Maurício Bishop foi assassinado em Granada no dia 19.10.1983.

- João do Vale (João Batista do Vale) autor da antológica musica Carcará, nasceu

 em Pedreiras - MA , em 11 de Outubro de 1934.

 

Literatura Militante:

 

NA ESCOLA

 

A professora tinha sangue azul

na palma e na alma.

Nós não sabíamos nada dos verbos

mas também não obedecíamos ao seu sangue azul:]

Cláudio mijava na sala

Ari espiava as coxas-meninas e

Eu ouvia a professora de sangue azul explicar

“ que nós faz”

não é direito

                    nem perfeito.

 

                                            Jônatas Conceição da Silva

                                                        Miragem do Engenho.  In: CAMARGO, Oswaldo de. O Negro Escrito: Apontamentos sobre a presença do negro na Literatura Brasileira. Secretaria de Estado da Cultura do Estado de São Paulo. Assessoria de Cultura Afro-Brasileira, 1987, p.206.



Escrito por MNU às 15h26
[ ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]
 
Histórico
30/11/2008 a 06/12/2008
28/09/2008 a 04/10/2008
31/08/2008 a 06/09/2008
27/07/2008 a 02/08/2008
29/06/2008 a 05/07/2008
25/05/2008 a 31/05/2008
11/05/2008 a 17/05/2008
27/04/2008 a 03/05/2008
30/03/2008 a 05/04/2008
16/03/2008 a 22/03/2008
02/03/2008 a 08/03/2008
10/02/2008 a 16/02/2008
30/12/2007 a 05/01/2008
09/12/2007 a 15/12/2007
04/11/2007 a 10/11/2007
30/09/2007 a 06/10/2007
02/09/2007 a 08/09/2007
15/07/2007 a 21/07/2007
25/02/2007 a 03/03/2007
11/02/2007 a 17/02/2007
12/02/2006 a 18/02/2006
11/12/2005 a 17/12/2005
03/07/2005 a 09/07/2005
01/05/2005 a 07/05/2005
27/03/2005 a 02/04/2005
06/03/2005 a 12/03/2005
06/02/2005 a 12/02/2005
23/01/2005 a 29/01/2005
09/01/2005 a 15/01/2005




Votação
Dê uma nota para
meu blog



Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis
 MNU





O que é isto?