BLOG do MNU


01 – Rosa Parks recusou-se a ceder lugar no ônibus para um branco, no Alabama

(USA)

sendo presa por isso, em 1955. Este fato provoca o início do movimento

 

pelos direitos civis nos Estados Unidos.

– Dia Mundial de Luta contra a AIDS.

02 – Dia Nacional do Samba.

06 – Morreu João Cândido Felisberto, em 1969.

- Faleceu João do Vale, cantor e compositor, em São Luís, Maranhão, em1996,

Sendo sepultado em sua cidade natal, Pedreiras.

- Falece, em 1961, o célebre psiquiatra martinicano, Frantz Fanon, autor dos

Livros “Escuta Branco”, “Os condenados da Terra” e “Pele Negra, Mascaras

brancas”.

07 – Independência da Costa do Marfim, em 1960.

10 – Dia da Declaração dos Direitos Humanos, instituído em 1948, pela ONU.

- Proclamação da Declaração Universal dos Direitos do Homem.

- Fundação do M.P.L. A – Movimento Popular de Libertação de Angola, em

1956.

11 – Independência do Kênia, em 1963.

13 – Início da Balaiada, em 1838, no Maranhão, cujos líderes foram: Manoel

Francisco dos Anjos Ferreira e Negro Cosme.

14 – Rui Barbosa, decretou, em 1890, “a queima de matrículas de escravizados(as),

dos(as) ingênuos(as), filhos(as) livres de mulheres escravizadas, libertos(as) e

sexagenários(as)”.

16 – Fundação do “Umkonto we Sizwe” (A Lança da Nação), braço armado do

ANC (African National Congress), na luta contra o apartheid, na África do

Sul, em 1960, e presidido por Nelson Mandela.

Nzinga

17 – Morre Rainha Nzinga , em 1663. Nascida em 1582, na região do Ndongo,

Angola, despertou e encorajou o primeiro movimento nacionalista de que se

tem conhecimento em África.

20 – Morre, em 1980, Eduardo de Oliveira e Oliveira, escritor, sociólogo,

pesquisador, autor teatral, co-autor da peça: “E agora falamos nós”; criador

do Coral Negro, em 1969; co-fundador, juntamente com Tereza Santos, do

Centro de Cultura e Arte Negra.

21 – Morte de Chico Mendes (1988).



Escrito por MNU às 17h43
[ ] [ envie esta mensagem ]


Agenda Negra

“A mente, isso sim! Ninguém pode escravizar.”
Maria Firmina dos Reis

“O que será das crianças, dos(as) jovens negras(os) destituídas(os) de uma história condigna de seu povo?”
Balogun


Outubro
Datas Importantes:

1º . Independência da Nigéria (1960).
09. Independência de Uganda (1962).
. Nasce, José do Patrocínio, em 1853, líder abolicionista, filho de Justina do
Espírito Santo, na Cidade de Campos – RJ.
11. Nasce Maria Firmina dos Reis, a primeira escritora negra maranhense e do
Brasil. Escreveu o romance pioneiro (Úrsula, 1858) e se destacou como
educadora em São Luís, Maranhão, sendo fundadora da primeira escola mista
e gratuita, formando crianças pobres no estado.
. Nasce Cartola (Angenor de Oliveira), em 1908, no Rio de Janeiro compositor e
notável poeta, fundador da Escola de Samba 1ª de Mangueira.
12. Independência de República da Guiné Equatorial, em 1968.
14. Fundação do TEN – Teatro Experimental do Negro, por Abdias do
Nascimento, no Rio de Janeiro.
15. Nasce Grande Otelo (Sebastião Bernardes de Souza Prata) ator de cinema e
TV, cantor e compositor, em 1915, em Uberlândia - MG.
16. Desmond Mpilo Tutu, arcebispo negro anglicano da África do Sul, é agraciado
com o premio Nobel da Paz, em 1984.
19. Nasceu, em 1933, Mané Garrincha (Manuel Francisco dos Santos), um dos maiores
jogadores de futebol do mundo, no Rio de Janeiro.
28. Nelson Cavaquinho nasce no Rio de Janeiro em 1910.

Para ver as ilustrações e demais complementos da Agenda Negra entre no site:
http://movimentonegrounificadomnu.blospot.com

Escrito por MNU às 10h52
[ ] [ envie esta mensagem ]


Você Sabia? que:

Você Sabia ? que:

. Nasceu, em 1913, Jessé Owens (James Cleveland Owens) atleta que ganhou quatro medalhas nos jogos olímpicos de Berlim, em 1936, desgostando/contrariando a ideologia ariana de Adolf Hitler. 

. A SPD – Sociedade Protetora dos Desvalidos, fundada em 16.09.1832, em Salvador (BA) tinha como objetivos angariar fundos para cartas de alforrias.

. A Frente Negra Brasileira foi criada no dia 16.09.1931, em São Paulo (SP), tendo como principais fundadores: Arlindo Vieira dos Santos, Isaltino Vieira dos Santos, Roque Antonio dos Santos e Gervásio de Moraes.

.Agostinho Neto, presidente do MPLA – Movimento Popular de Libertação de Angola, primeiro Presidente da República Popular de Angola, grande poeta, nasceu em 17.09.1922.

.Kwame Nkrumah, líder negro de Gana, nasceu no dia 21. 09.1909.

.Heitor dos Prazeres, pintor, nasceu em 23.09.1898, no Rio de Janeiro.

.A luta armada em Moçambique começou em 25 de setembro de 1964, pela FRELIMO.

.Samora Moisés Machel, presidente de Moçambique, nasceu na Aldeia Kilembene, no dia 29.09.1933.

. Steve Biko foi um conhecido ativista do movimento anti-apartheid na África do Sul, durante a década de 1960. Insatisfeito com a União Nacional de Estudantes Sul-africanos (National Union of South African Students((en))), da qual era membro, participou da fundação, em 1968, da Organização dos Estudantes Sul-africanos (South African Students' Organisation). Em 1972, tornou-se presidente honorário da Convenção dos Negros (Black People's Convention). Em Março de 1973, no ápice do regime de segregação racial (Apartheid), foi "banido", o que significava que Biko estava proibido de comunicar com mais de uma pessoa por vez e, portanto, de realizar discursos. Também foi proibida a citação a qualquer de suas declarações anteriores, tivessem sido feitas em discursos ou mesmo em simples conversas pessoais.

ESPAÇOS NEGROS - Locais que merecem nossa visita: 

- Museu Afro Brasil

Pavilhão Manoel da Nóbrega
Parque do Ibirapuera, portão 10
04094-050 - São Paulo - SP
Outros telefones: 5579-8542 / 5579-7716 / 5579-6399

e-mail: agendamento@museuafrobrasil.com.br

 

Site: http://www.museuafrobrasil.com.br

O Museu funciona todos os dias, exceto às 2ªs feiras
Horário de atendimento:

Público espontâneo: das 10h às 17h
Visitas agendadas: das 10h às 17h

 

- Casa das Minas

Rua São Pantaleão, 857 – Madre de Deus

 65.015-460   São Luís – MA.



Escrito por MNU às 11h03
[ ] [ envie esta mensagem ]


Centenário de Machado de Assis

 

AGENDA NEGRA

 

 

“Dizemos que os negros padecem da “loucura das massas”. Quem alisa o cabelo, opera os lábios ou branqueia sua pele por força há de estar louco”.

Maulana Ron Karenga

 

“[...]!!??? O que fizeram com nossas cabeças???”

Oluwafemi

 

“[...] para se combater uma idéia é necessário que todos(as), ou larga maioria, compreendam como e porque a idéia é errada”.

Samora Machel

 

“Inexoralvemente como uma onda que ninguém trava Venceremos.

O povo tomou a direção da barca”.

Agostinho Neto

 Setembro:

12 – Morre Steve  Biko (Stephen Bantu Biko) em  1977.

19 – Fundação do PAIGC – Partido Africano de Independência de Guiné-Bissau e Cabo

        Verde, por Amílcar Cabral. (1956).

20 – Morre Negro Cosme (Cosme Bento das Chagas), um dos heróis da Balaiada, no

        Maranhão. (1842).

22 – Independência do Mali. (1960).

     - Libertação dos escravizados nos Estados Unidos. (1862). 

29 – Independência de Guiné-Conacry. (1958).

     - Morre Machado de Assis (Joaquim Maria Machado de Assis), jornalista, contista,

       cronista, romancista, poeta e teatrólogo, nasceu no Rio de Janeiro, RJ, em 21 de

       junho de 1839, e faleceu também no Rio de Janeiro, em 29 de setembro de 1908.

       Fundador da Academia Brasileira de Letras.  

 



Escrito por MNU às 11h02
[ ] [ envie esta mensagem ]


 

AGENDA NEGRA

 

“O tempo não gosta que se faça nada sem Ele”.

Provérbio Yoruba – Nigéria – África

 

“A integração é, pois, um subterfúgio para manter a supremacia [...]”.

Stokely Carmichael

 

“Não tem sentido falar em integração quando falta a igualdade”.

Nathan Wright

 

Agosto:

 

  - Independência de Benin, ex- Daomé, (1975).

02 – Independência da Jamaica (1962).

04 – José Barbosa da Silva, o popular cantor e compositor, “Sinhô”, morreu em 1930.

03 – Independência de Niger (1960).

11 – Independência do Chade (1960).

17 – Independência do Gabão (1960).

     - Nasce Candeia (Antonio Candeia Filho), compositor, cantor,

        instrumentista, fundador da Portela e da GRAN- Escola de Samba Quilombo,

        no Rio de Janeiro, em 1935.

23 – Nasce José Correia Leite, em 1901, co-fundador do Jornal “Clarim da Alvorada”,   

        pioneiro da imprensa negra, em São Paulo.   

24 – Morre Luís Gama, em 1882, na cidade de São Paulo.

        Seu corpo foi sepultado no  Cemitério da Consolação.

 

Você Sabia ? que:

 

. Ziembinsky afirmava que nós negros não tínhamos senso dramático. Ele ignorava, com isso valorosas(os) artistas negros  como Grande Otelo, Ruth de Souza, Aguinaldo Camargo, Lea Garcia, Jacyra Silva, Antonio Pompeo, entre tantas(os) outras(os) valorosas(os) nomes de negras e negros na dramaturgia brasileira.

 

. O “Massacre de Pidjiguiti”, onde a polícia portuguesa matou 50 marinheiros e estivadores e feriu mais 100 no cais de Bissau, durante as manifestações da greve por salários justos, foi o que precipitou a opção do PAIGC – Partido Africano de Independência de Guiné-Bissau e Cabo Verde pela luta armada, em 03.08.1959.

 

. O tombamento do primeiro terreiro de candomblé, do Brasil, “Ilé Axé Iya Nasso Oka”, mais conhecido como Casa Branca, em Salvador, Bahia, em 1982.

 

. A prisão de Nelson Holihlahla Mandela, líder negro, membro do ANC na luta contra o apartheid, ocorreu no dia 04.08.1962.

 

. A Revolta dos Búzios (também conhecida como: dos Alfaiates ou Argolinhas)  ocorreu entre os dias 16 e 25.08. 1798, na Bahia.

 

. O primeiro samba gravado, no Brasil, e registrado na Biblioteca Nacional, em 27.11.1916, é de autoria de Donga (Ernesto Joaquim dos Santos), compositor e instrumentista falecido em 25.08.1974.

 

.Fidel Castro, nascido 26 de agosto de 1926, em Birán, Cuba, foi um dos únicos  socialistas a declarar publicamente, em 1978, no programa Conexão Internacional, que na sociedade socialista cubana dois problemas cruciais ainda não estavam resolvidos: 1  - o machismo , 2 – o racismo. 

.Quintino de Lacerda foi chefe do Quilombo do Jabaquara e primeiro líder político negro de Santos. Nascido em 08 de junho de 1839, Quintino de Lacerda, foi o mais atuante agitador da abolição no litoral Paulista, garantindo abrigo a escravos fugitivos de toda a região do planalto, que aqui buscavam defesa.

O Quilombo do Jabaquara, na descrição de Silva Jardim, era verdadeiramente inexpugnável, defendido pelas encostas do morro do Jabaquara e com um único caminho de acesso permanentemente guardados pôr sentinelas de Quintino.

Em 1850 haviam 3.189 escravos em Santos, para uma população livre de 3.956 habitantes.

Não deixa de ser surpreendente que quinze anos depois já existia uma forte resistência organizada e que três meses antes da abolição do instituto da escravidão no Brasil, em Santos já não houvesse escravos. Tanto que dia 13 de maio de 1888 seguiram-se oito dias de festa populares, comícios, passeatas músicas e dança nas ruas.

Quintino de Lacerda, foi o centro das atenções e chegou a receber, em solenidade pública, um relógio de ouro, como um homenagem popular a seu mais querido líder abolicionista.

Quintino de Lacerda morreu em 10 de agosto de 1898, deixando três filhos menores. Seu enterro foi acompanhado pôr um grande número de pessoas, um testemunho do reconhecimento de sua importância histórica.

 

Fonte: Historiadora de Santos Wilma Therezinha Fernandes de Andrade

 

Este resumo é parte do Trabalho Conclusão do Curso de Licenciatura Plena em História, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Santos da Universidade Católica de Santos.
Autora: Márcia Campelo.

Publicado no Diário Oficial do Município de Santos em 09 de julho de 1989

 

 

LITERATURA MILITANTE:

 

Ferro

 

primeiro o ferro marca

a violência nas costas

depois o ferro alisa

a vergonha nos cabelos

na verdade o que se precisa

é jogar o ferro fora

é quebrar todos os elos

dessa corrente

de desesperos.

 

Cuti. Negroesia (antologia poética). Belo Horizonte: Mazza Edições, 2007. 



Escrito por MNU às 23h52
[ ] [ envie esta mensagem ]


 

[...] em sentido amplo, a capacidade de Ser inclui também o direito de Ser diferente.  E o ser diferente numa sociedade como a brasileira é ser Negro, é ser Mulher, é ser Índio”.

Caderno de Educação Popular – nº. 7/86

Raça Negra – MNU/BA – Brasil

 

“As mentes racistas criaram as instituições racistas. Devemos, pois, lutar contra o racismo, não contra as instituições. Porque se derrubamos as instituições, a mesma mente se encarregará de reconstruí-las”.

Maulana Ron Karenga

 

“Alcançaremos nossa condição humana. Ou a alcançaremos ou a terra será arrasada por nossas tentativas de alcançá-la”.

Eldridge Cleaver

 

“Sem um passado negro, sem um futuro negro, me era impossível viver minha negritude”.

Frantz Fanon

 JULHO:

 

  - Independência de Burundi (1962).

04 – Nasce Manoel da Conceição, em  1935, Na localidade  chamada Pedra Grande, em

        Pirapemas, no Estado do Maranhão. Líder sindical e militante histórico na luta

        pelas terras e pela democratização do Brasil.

06 – Independência de Argélia (1962).

      . Independência das Ilhas Comores (1975).

      . Independência de Malawi (1965).

      . Morre Castro Alves, em Salvador, Bahia. (1871)

07 – Consolidação do MNU – Movimento Negro Unificado – MNU, com ato

        público, nas escadarias do Teatro Municipal, em São Paulo. (1978)

      . Dia Nacional de Luta Contra o Racismo.

      . Nasce Tereza Santos, militante negra, teatróloga, com autora da peça “E agora

        falamos nós” em conjunto o sociólogo Eduardo de Oliveira e Oliveira, autoras de

        diversos artigos sobre cultura e a mulher, Assessora de Cultura Afro-Brasileira da

        Secretaria de Estado da Cultura do Estado de São Paulo 1986-2002.

10 – Independência de Bahamas (1973).

11 – Nasce Antonieta de Barros, em 1901, na cidade de Florianópolis, Santa

        Catarina, escritora, educadora, e primeira deputada constituinte em 1935.

12 – Independência de São Tomé e Príncipe (1975).

22 – A mineira de Rio das Contas, Minas Gerais, Maria Brandão dos Reis,

        militante política (PCB) foi agraciada com o prêmio de “Campeã da Paz,

        em 1950.

24 – Solano Trindade, poeta, um dos transformadores de Embu (SP), em Cidade

        das Artes, nasceu em Pernambuco (1908).

 

Você sabia? Que:

 

. A Lei nº. 1.390, de 03.07.1951, conhecida como Lei Afonso Arinos, foi enterrada simbolicamente pelo movimento negro de São Paulo, devido sua ineficácia, uma vez que desde a sua criação jamais havia punido algum(a) discriminador(a) ou preconceituoso(a) racial. A Lei Afonso Arinos considerava a discriminação e o preconceito raciais como contravenção penal e não como um crime, conforme considera a ONU, ou seja: Crime de Lesa-Humanidade.

. A doutora Patrícia Bath, uma oftalmologista, professora da Howard University’s School of Medicine, em Washington, inventou um revolucionário instrumento para remover a catarata dos olhos usando a tecnologia laser e só conseguiu patetear seu invento, o Laserphaco Probe,  em 1988.

. Em 13 de julho de 1968, durante uma reunião na sub-sede do sindicato, em Anajá, região de Pindaré-Mirim, no Maranhão, policiais chegaram atirando, Manoel da Conceição foi ferido a bala na perna direita e novamente preso. Depois de seis dias na cadeia, sem tratamento, parte da perna gangrenou e teve que ser amputada. Na época, José Sarney lhe ofereceu vantagens materiais para que silenciasse, mas Conceição recusou e respondeu ao governador com uma frase que ficou famosa: "Minha perna é minha classe".

. As Mulheres sempre foram a maioria no MNU.

Alguns nomes de mulheres que militaram e/ou militaram no MNU entre 81 e 96 (na Capital de São Paulo, Campinas, Carapicuíba, Taboão da Serra e no Grande ABC):

São Paulo

Leni Oliveira; Edna, Edméia e Dona Geralda (Taboão da Serra); Maria Antonia, Aparecida Augusta, Lígia, Cecilia Casemiro, Ilma Fátima de Jesus, Sueli Chan, Fátima Barbosa; Rosangela  Maria Oliveira e Rosemeire Terezinha Oliveira (Itaquera), Bia (manequim), Mirian Expedita Caetano, Veruska A. Silva, Kátia Simone Oliveira, Olarewaju O. Ogunbiyi.

Campinas:

Margarida Barbosa, Luci, Adelina

Carapicuíba:

Walquiria e Sheila

São Bernardo do Campo:

Maria Angélica Pereira, Maria Juracy Elias, Marli, Rosangela Tadeu França.

Santo André:

Maria de Lourdes Lopes, Benedita Aparecida Lopes, Maraisa, Kilsan R. Oliveira, Elisabeth Dias

                     

 

 

 

 

 

 

 



Escrito por MNU às 03h02
[ ] [ envie esta mensagem ]


AGENDA NEGRA

 

 

“O indivíduo, a raça, a nação, haverá de enfrentar uma vez na vida com o problema de decidir sua futura trajetória. É chegada a hora para cada negro(a) e para toda a raça de definir-se sobre o interesse de nossa própria liberdade”.

Marcus Garvey

 

“Não estamos [...] lutando pela liberdade das pessoas negras, mas pela liberdade dos brancos. Porque, quando você é o opressor, você é a pessoa escravizada, desumanizada por si mesmo”.

Desmond Tutu

 

Junho:

Datas Importantes:

 

05 . Independência de Cabo Verde (1975);

     . Dia Internacional de Solidariedade ao Povo Moçambicano;

16 . Dia Internacional de Solidariedade à Luta do Povo da África do Sul. Instituído pela

        ONU, dado o Levante de Soweto, em 1976, onde estudantes foram

        massacrados(as) por manifestare-se contra a obrigação da língua africânder;

12 . Dia Mundial de Combate à Exploração do Trabalho Infantil/Combate ao trabalho

        infantil doméstico.

18 . Fundação do Movimento Negro Unificado – MNU, em 1978.

21 . Nasce Luiz Gama, em 1830, na cidade de Salvador (BA), na rua Bengela.

24 . Nasce João Candido Felisberto, “O Almirante Negro”, em 1890.

25 . Independência de Moçambique (1975);

      . Fundação de Frelimo – Frente de Libertação de Moçambique (1962);

26 . Independência da Somália (1960);

27 . Independência de Djibuti (1976);

     . Morre Tobias Barreto, em 1889, em Recife (PE);

29 . Independência de Seychelles (1976);

30 . Independência do Zaire (1960).

Você Sabia? Que:

.Henrique Dias morreu, em Recife, no dia 07.06.1662.

.Marcus Garvey, líder negro jamaicano, radicado nos Estados Unidos, foi o mentor do Pan-africanismo.

. Em 09.06.1983, na África do Sul, foram enforcados três membros do ANC – African National Congress, pelo governo racista do apartheid, que são: Marcos Motaung, Jerry Mosololi e Simon Mogoerane.

.Walter Rodney, líder revolucionário da Guiana, morreu em 13.06.1980.

. A atriz Nair Theodora de Araújo nasceu, em Dores de Indaiá (MG), em 22.06.1931.

. Phillip Emeagwali, cientista nigeriano, radicado nos Estados Unidos, é considerado o

  Pai da Internet e um dos maiores gênios nas ciências de super computadores. Emeagwali recebeu o Premio Nobel em ciências em 2004.

 

 



Escrito por MNU às 20h26
[ ] [ envie esta mensagem ]


             

                  13 de maio - Dia Nacional de Denúncia contra o Racismo

120 anos da Lei Áurea: a falsa abolição

                                                    

No dia 13 de maio de 1888, a princesa-regente Isabel assinou a Lei 3.353, que ficou conhecida como Lei Áurea. Juridicamente nada significou, pois não houve conquista no campo social para negros/as que permaneceram marginalizados na sociedade e os reflexos são as históricas desigualdades. A assinatura da Lei Áurea formaliza apenas o fim da escravidão no Brasil. Entretanto, até os dias de hoje, temos escravidão, que é o resultado do trabalho degradante que envolve cerceamento da liberdade. Conforme a Organização Internacional do Trabalho (OIT), o sistema que garante a manutenção do trabalho escravo no Brasil contemporâneo é ancorado em duas vertentes: de um lado, a impunidade de crimes contra direitos humanos fundamentais aproveitando-se da vulnerabilidade de milhares de brasileiros que, para garantir sua sobrevivência, deixam-se enganar por promessas fraudulentas em busca de um trabalho decente.

Há anos tramita no Congresso Nacional a proposta de emenda constitucional que, se aprovada, poderia confiscar das terras de escravagistas para destiná-las à reforma agrária, o que poderia coibir o crescimento da exploração.

No Brasil, a data vem sendo lembrada pelas organizações e entidades do movimento negro mais conscientizado como “Dia Nacional de Denúncia contra o Racismo”. Em São Luís, nossa seção do Movimento Negro Unificado - MNU, organização nacional com representação em 14 estados da federação e no Distrito Federal, criada no dia 21 de março de 1997, que completou 11 anos no Maranhão neste ano, vem lembrando que o MNU transformou o 13 de maio em Dia Nacional de Denúncia contra o Racismo, após sua fundação em 1978. O MNU completa, em 2008, 30 anos de existência. A contestação do 13 de maio como data que é lembrada como a da Abolição da Escravatura pela oficialidade, se dá porque os descendentes de africanos não participam igualitariamente na sociedade brasileira, uma vez que ainda há  preconceito racial e discriminação racial manifestados pelo racismo contra negros/as na sociedade brasileira. O mito da democracia racial tem colaborado para que as históricas desigualdades existentes entre negros/as não sejam observadas como deveriam. Dados do IPEA dão conta de que “o quadro de desigualdade racial [...] revela o drama da marginalização econômica e da injustiça social que afeta os afrodescendentes no Brasil.”

A Convenção Internacional sobre a Eliminação de todas as formas de Discriminação Racial ratifica que tanto a discriminação quanto o preconceito racial advém do racismo que é uma ideologia que pressupõe a existência de hierarquia entre grupos humanos baseada na etnicidade. A Convenção ressalta que “não serão consideradas discriminação racial medidas especiais tomadas com o único objetivo de assegurar o progresso adequado de certos grupos raciais ou étnicos [...] para proporcionar a tais grupos ou indivíduos igual gozo ou exercício de direitos humanos e liberdades fundamentais [...]”.

Um Plano Nacional de Promoção da Igualdade Racial, onde o Estado e a sociedade assumem o compromisso de superação das desigualdades raciais, se faz necessário para avançarmos na implementação de políticas de combate às desigualdades étnico-raciais. 

Sabemos que a resistência da população africana submetida ao regime escravista, inicia toda uma luta que perpassa a participação da população negra no combate à opressão e exploração. A organização política das entidades e organizações do movimento negro intensificada no século XX, a Marcha Zumbi dos Palmares contra o Racismo, pela Cidadania e a Vida, em novembro de 1995, em Brasília, marcam os anseios da população negra por justiça. A participação de militantes das entidades e organizações do movimento negro brasileiro na 3ª Conferência Mundial contra o Racismo, Discriminação, Xenofobia e Intolerâncias Correlatas, realizada na cidade de Durban, África do Sul, em 2001, também marca os passos desta luta.

São120 anos da assinatura da Lei Áurea mas a liberdade ainda está por vir.

Conscientize-se e Reaja à Violência Racial! Denuncie sempre!

Junte-se a nós na luta contra o racismo!

Movimento Negro Unificado – MNU

Rua Prof. Carlos Alberto dos Santos, 24 –  Cond. Res. Sol Nascente – Planalto Anil I (3244-5271) 65.064-300 - São Luís – MA

e-mail: mnu.ma@bol.com.br

site: http://movimentonegrounificadomnu.blogspot.com



Escrito por MNU às 01h00
[ ] [ envie esta mensagem ]


AGENDA NEGRA

“O pior crime que o branco cometeu foi ter-nos ensinado a odiarmo-nos”.

Malcolm X    

 

“Aonde anda a “democracia racial” que não permite uma postura crítica ou reivindicativa no tocante à questão racial, sem que sejamos tachados de racistas ao contrário”.

Alagbara

 

“O racista é uma pessoa capaz de enlouquecer de histeria ante a idéia de estabelecer contato de igualdade humana com os negros.”

Robert F. Williams

“[...] no dia 13 de maio de 1958 eu lutava contra a escravatura atual – A FOME.”

Carolina Maria de Jesus

 

“Rechaço o individualismo porque pertenço a todos os negros. Sou José o peão, João o porteiro e Moises o mineiro. Quando estão em apuros estou também.

Maulana Ron Karenga

 

Maio:

Datas Importantes:

 

1º - Dia Internacional do Trabalhador

13 – Dia Nacional de Denúncia contra o Racismo.

     - Circular nº. 29, emitida pelo Ministério da Fazenda, onde mandava queimar os

        documentos sobre a escravidão, em 1891.

     - Nasce Afonso Henrique de LIMA BARRETO, em 1881, uma das maiores

        expressões da literatura brasileira.

     - Nasce Steveland Morris (Stevie Wonder), em 1950.

21 – Dia Internacional de Libertação Africana.

22 – Morre Laudelina Campos Melo em 1991. Fundadora da primeira associação de

        trabalhadoras domésticas na cidade de Santos (SP) em 1936.

25 – Dia da Libertação Africana.

     -  Dia de Solidariedade aos Povos da África Austral, instituído pela ONU, em 1972.

 

Você Sabia? Que:

 

.Benjamim de Oliveira, palhaço, ator, cantor, instrumentista e compositor, nasceu em Pará (atual Pará de Minas) MG em 1870, e faleceu no Rio de Janeiro RJ em 3/5/1954. Abandonou o lar ainda menor de idade e juntou-se à troupe do Circo Sotero, atuando em números de trapézio e de acrobacia. Estreou como palhaço no circo de Frutuoso Pereira (Rua João Alfredo, Várzea do Carmo, São Paulo SP), por volta de 1889. As primeiras apresentações foram vaiadas. Depois de trabalhar em vários circos, adquiriu experiência bastante para atuar como palhaço do Circo Caçamba, então armado na Praça da República, São Paulo. Aí trabalhou aproximadamente três anos, e, em 1893, obteve o lugar de palhaço principal do Circo Spinelli, famoso na época, no qual encenou quadros cômicos extraídos de operetas e peças burlescas. Na Semana Santa, representou o papel de Cristo, com o rosto pintado de branco, uma vez que era negro. O sucesso dessa idéia de conjugar teatro com circo abriu caminho para a popularização de clássicos, como Otelo, de William Shakespeare (1564-1616), e A Viúva alegre, de Franz Lehár (1870-1948), em que reservava para si os principais papéis masculinos. Nos entreatos cantava lundus, chulas e modinhas, especialmente de seu amigo Catulo da Paixão Cearense, acompanhando-se ao violão. Deixou gravadas algumas músicas na Columbia, por volta de 1910, como o monólogo Caipira mineiro, os lundus As comparações e O baiano na rocha, este em duo com Mário Pinheiro.

 

.Em reunião realizada no dia 18.05.1950, foi criado o Conselho Nacional das Mulheres Negras, no Rio de Janeiro.

 

.No Ato Público contra o Apartheid, na Catedral da Sé, em São Paulo, realizado no dia 20.05. 1987, esteve presente o arcebispo anglicano Desmond Tutu.

 

 

.Garrett Morgan (1877-1894) inventou o primeiro semáforo automático em 1923 depois de ter presenciado uma batida entre um automóvel e uma carroça.

 

.General Antonio Maceo y Grajales (Santiago de Cuba, 1845 - Punta Brava, Cuba, 1896) Militar e patriota cubano. Veterano da Guerra dos Dez Anos (primeira guerra de independência cubana liderada pelo legendário Carlos Manuel de Céspedes), destacou-se já nesse evento por ter protagonizado o chamado Protesto de Baragúa (nome dado a ordem de desobediência dada pelo General Maceo em relação a Pacto de Zanjón, por este não contemplar nenhuma exigência dos Mambises).Recebeu a alcunha de Titan de Bronze de seus homens por ter se recuperado das várias vezes em que se feriu em combate.Findando a guerra parte para o exílio na Costa Rica, até ser contatado por José Martí que o queria como um dos líderes para a derradeira Guerra de 1895. Na guerra tendo Martí já falecido, organizou com Máximo Gomez a invasão do ocidente cubano, levando a guerra a um lugar jamais sonhado. Morreu no combate de San Pedro, Havana, em 7 de dezembro de 1896, com a patente de Major-General e o cargo de segundo chefe do Exército Libertador Cubano.

 

 

Literatura Militante

 

 

SE ELA FAZ

 

EU DESFAÇO

 

        ÉLE SEMOG

 

A 13 de maio

Fica decretado

Luto Oficial na

Comunidade Negra

E serão vistos

Com maus olhos

Aqueles que comemorarem,

Festivamente,

Esse treze inútil.

 

E fica o lembrete:

Liberdade se toma

Não se recebe

Dignidade se adquire

Não se concebe.



Escrito por MNU às 09h23
[ ] [ envie esta mensagem ]


Lembrar de Laudelina de Campos Mello (1904-1991) é resgatar a fundadora do primeiro sondicato de trabalhoras doméstica no Brasil? E no dia 27 de abril fazemos essa homenagem a ela.  Nasceu em 12 de outubro de 1904, em Poços de caldas, MG. Seus pais eram negros alforriados pela Lei do ventre Livre, em 1871. Laudelina, aos 12 anos, perdeu o pai de forma trágica. Este trabalhava no corte de madeira, no Paraná, e foi atingido por uma tora que havia sido cortada por um de seus irmãos. Laudelina teve então que abandonar os estudos, ainda na escola primária, para assumir o cuidado dos cinco irmãos menores, para que sua mãe fosse trabalhar em um hotel. Adolescente, auxiliava a mãe na confecção de doces e compotas caseiras, para serem vendidos na cidade. Aos 20 anos, passou a ser empregada doméstica, o que a levou a mudar-se para Santos, São Paulo, onde casou-se e teve um filho.
Em Santos passou a integrar um grupo chamado Frente Negra que abrigava várias entidades com propósitos de ampliação política e cultural para a população negra. Em 1936, surgiu a idéia de criar uma associação para empregadas domésticas. Simultaneamente instituições parecidas foram criadas na cidade de São Paulo, sob a coordenação do professor Geraldo de Campos Oliveira, presidente do Clube Cultural Recreativo do Negro e membro do partido Libertador, e outra em Santos, sob a responsabilidade  de Laudelina.
Durante o Governo Vargas, as organizações de trabalhadores foram proibidas. Só após a abertura política a associação retornou as atividades, tendo Laudelina a frente como presidente. Em 1948, foi convidada pela família para a qual trabalhava como governanta para ser gerente do hotel fazenda que tinham em Mogi das Cruzes, São Paulo, lá permaneceu por três anos.
Com a morte de sua patroa, Laudelina foi para Campinas, cidade onde davam preferência às empregadas brancas. Inconformada com este fato, Laudelina foi ao jornal Correio Popular para se manifestar contra os anúncios preconceituosos por eles publicados. Integrou-se então ao Movimento Negro de Campinas. Em 1961, obteve o apoio do Sindicato da Construção Civil de Campinas para fundar, em suas dependências, a associação de empregadas domésticas de Campinas. A Associação Profissional Beneficiente das Empregadas Domésticas atuou em diferentes frentes, especialmente na luta contra o preconceito racial. Cerca de 1200 trabalhadoras domésticas compareceram ao ato de inauguração da associação, em 18 de maio de 1961.
Com o golpe militar de 1964, a associação deveria ser fechada, para que isso não acontecesse, Laudelina aceitou abrigá-la na União Democrática Nacional - UDN. Em 1968 adoeceu durante o processo de sucessão da entidade, o qual levou a dissolução da entidade, levando-a a se desvincular do movimento de empregadas domésticas. Retomou a direção da entidade em 1982, procurada por suas antigas companheiras. Em 1988 a associação transformou-se no sindicato das empregadas domésticas e continuou a lutar em favor do direito das empregadas domésticas. Morreu em 22 de maio de 1991.

Fonte: Dicionário Mulheres do Brasil de 1500 até a atualidade. Jorge Zahar editor, RJ, 2000.

 



Escrito por MNU às 01h33
[ ] [ envie esta mensagem ]


AGENDA NEGRA - 2008

                                                                                                                                                                                                                         

 

“O Brasil é um país dos índios, construído por negros em benefício de brancos”

Abdias do Nascimento

 

“[...]A culpa não cabe à estrelas mas a nós mesmos”

Baba Agba

 

Abril:

Datas Importantes:

 

04. Dia da “abolição” da escravatura dos Povos da Floresta (“Índios”) – 1680.

          . Morre Martin Luther King Jr., na cidade de Memphis – Tennesse (USA),

            em 1968.

          . Independência do Senegal (1960).

17. Massacre de Eldorado do Carajás, em 1996.

18. Morre o organista da Capela Imperial, padre José Maurício Nunes Garcia,

       notável músico e compositor, em 1830.

          . Independência do Zimbabwe (1980).

19. Dia dos Povos da Florestas (dos Índios).

23. Nasce, em Piedade (RJ), em 1898, o compositor e músico “Pixinguinha”.

    . Nasce, em União dos Palmares (AL), Jorge de Lima, poeta lírico da poesia

      nordestina, médico de renome, em 1895. Entre suas obras encontram-se:

      XIV  Alexandrinos, Novos Poemas, Poemas Negros, Obra Poética e

      Invenção de Orfeu.

27. Independência do Togo (1960).

          . Morre Odacir de Matos, em 1983, na cidade de S. Paulo, líder negro, membro

            do CECAN – Centro de Cultura e Arte Negra e da FEABESP – Federação

            das Entidades e  Associações Afro-Brasileiras do Estado de São Paulo,

            ambas extintas. 

          . Dia Nacional das Trabalhadoras Domésticas

30. Dia Nacional da Mulher.

 

 

 

 

Você Sabia? Que: 

.O dia 7 de abril é o Dia da Mulher Moçambicana, instituído em homenagem à Josina Mutamba Machel, comandante do destacamento de mulheres da FRELIMO – Frete de Libertação de Moçambique e chefa de Assuntos Sociais, do Departamento de Assuntos Exteriores de Moçambique. Josina morreu aos 26 anos.

.Agostinho dos Santos, cantor, nasceu em 25.04.1932.

.Tia Ciata (Hilária Batista de Almeida) é um dos nomes que deve ser lembrando por ter sido uma das “tias” que reunia e organizava rodas de samba onde surgiram Pixinguinha, China e Donga, entre os inúmeros sambistas famosos.

.Que sem os esforços de Lewis Howard Latimer (1848-1928), nós ainda estaríamos no escuro. Ele criou a lâmpada elétrica incandescente com filamento de carbono em 1881 e supervisionou a instalação de lâmpadas elétricas nas ruas de Nova Iorque, Filadélfia e Londres. Nasceu em Chelsea, Massachutes, e também foi responsável pela criação do interruptor. Trabalhou ao lado de Thomas Edison e Alexander Graham Bell, com este último, na invenção do telefone. Além de ser o inventor foi também poeta, autor, músico e soldado na Guerra Civil e ativista pelos direitos civis.

 

 

.Dragão do Mar, símbolo da resistência popular cearense contra a escravidão,  nascido Francisco José do Nascimento (Canoa Quebrada, Aracati, 15 de abril de 1839, morreu em Fortaleza, 6 de março de 1914), também conhecido como  Chico da Matilde, abolicionista brasileiro, chefe jangadeiro e participante do  Movimento Abolicionista Cearense.

Em 1884, o Ceará torna-se a primeira província brasileira a abolir a escravidão. O Movimento Abolicionista Cearense, surgido em 1879, contribui  para essa abolição pioneira.

As ações abolicionistas repercutem no Brasil entre eles há, porém, uma pessoa humilde, megra, trabalhador do mar: Chico da Matilde. Chefe dos jangadeiros, eles e seus colegas se engajaram à luta já em 1881, recusando-se a transportar para os navios negreiros, os escravizados vendidos para o Sul do País.

Assim, Chico da Matilde é levado para corte com sua jangada, desfila pelas ruas, recebe chuvas de flores da multidão e ganha novo nome, mais pomposo e mítico: Dragão do Mar. Símbolo da resistência popular cearense contra a escravidão, foi homenageado merecidamente pelo governo do Ceará dando seu nome ao Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. Pelo que ele e seus colegas ousaram fazer em nome da liberdade, em1881, nas areias da Praia de Iracema. 



Escrito por MNU às 01h32
[ ] [ envie esta mensagem ]


2008 – 30 anos de luta do Movimento Negro Unificado – MNU  no Brasil

11 anos de Movimento Negro Unificado – MNU no Maranhão

   

21 de Março – Dia Internacional pela Eliminação da Discriminação Racial

 

    Instituído pela Organização das Nações Unidas – ONU como Dia Internacional pela Eliminação da Discriminação Racial, o dia 21 de março é lembrado em memória ao massacre de Sharppeville, ocorrido na cidade de Johanesburgo, na África do Sul, no mesmo dia do ano de 1960, quando milhares de negros que protestavam contra a lei do passe, que os obrigava a portar cartões de identificação. Mesmo sendo uma manifestação pacífica, o exército atirou sobre a multidão e o saldo da violência foram 69 mortos e 186 feridos.

      No Brasil, a data vem sendo lembrada pelas organizações e entidades do movimento negro. A Seção de São Luís, do Movimento Negro Unificado - MNU, organização nacional com representação em 15 estados da federação e no Distrito Federal, foi criada no dia 21 de março de 1997 e completa 11 anos no Maranhão neste ano. Esta sempre foi uma data de luta, inclusive para exigir o fim do apartheid. Esta data é celebrada no mundo todo.

       Neste ano completa-se um ano da morte do músico Jeremias Pereira da Silva,  conhecido como Gerô, que foi torturado brutalmente no dia 22 de março de 2007 e morreu vítima da violência policial que atinge uma maioria negra no país, no Maranhão e em São Luís.. No dia 30 de janeiro de 2008, morre assassinado, também, Carlos Augusto de Oliveira, 34 anos, artista do Cacuriá de Dona Teté. Esperamos que haja justiça com a punição dos envolvidos pela violência policial e racial que já ceifou muitas vidas que pagaram pelo que não fizeram simplesmente por serem negros. 

     Mesmo com a criação da Secretaria da Igualdade Racial no Maranhão, tudo caminha ainda lentamente, pois é preciso agilizar a adoção de políticas públicas para eliminar as desigualdades que se abatem sobre as populações das comunidades negras rurais quilombolas e sobre população negra urbana na diáspora. Faltam, também, medidas que coíbam o desrespeito à religiosidade de matriz africana pelos intolerantes.

     O enfrentamento ao racismo e suas manifestações: o preconceito e a discriminação raciais começa com a denúncia para conscientizar negros/as e educar não-negros/as sobre os malefícios  provocados pelo racismo. Precisamos lutar por melhores condições de vida para o povo negro, contra a intolerância religiosa e por paz no mundo.

Conscientize-se e Reaja à Violência Racial!

Junte-se a nós na luta contra o racismo! 

 

Movimento Negro Unificado – MNU

Rua Prof. Carlos Alberto dos Santos, 24 –  Cond. Res. Sol Nascente – Planalto Anil I

Tel.: (098)3244-5271

65.064-300 - São Luís – MA 

e-mail: mnu.ma@bol.com.br

site: http://movimentonegrounificadomnu.blogspot.com



Escrito por MNU às 00h17
[ ] [ envie esta mensagem ]


 

 

 

                           8 de Março – Dia Internacional da Mulher

 

Comemorado como Dia Internacional da Mulher, o 8 de março foi instituído pelas Nações Unidas no ano de 1975. Naquele dia do ano de 1857, as operárias têxteis de Nova Iorque entraram em greve, ocupando a fábrica, para reivindicarem a redução da carga horária de trabalho de mais de 16 horas por dia para 10 horas e equiparação salarial com os homens que desempenhavam igual função. As operárias que, nas suas 16 horas, recebiam menos de um terço do salário dos homens, foram fechadas no local pelos patrões, que trancaram as portas da fábrica, ateando fogo no local e 129 mulheres morreram queimadas e asfixiadas. Em 1910, na II Conferência Internacional das Mulheres Socialistas, em Copenhague, Dinamarca, foi decidido, em homenagem àquelas mulheres, a comemoração do 8 de março como "Dia Internacional da Mulher". A data marca a luta das mulheres pela igualdade de direitos. O século passado foi marcado pela luta pelos direitos das mulheres negras e não-negras, negros e demais segmentos discriminados na sociedade.

Em nosso país, a luta das mulheres negras ainda é grande. A mulher negra compõe a maior categoria de trabalhadoras da nação, a das domésticas, sendo discriminada, explorada e submetida a uma exaustiva jornada de trabalho. É oprimida, inclusive, por outras mulheres, ou seja pelo mesmo gênero, quando esta é a empregadora e, muitas vezes, ao invés de ser solidária, desrespeita direitos, descumprindo-os. As mulheres negras da zona rural, cuja maioria vive em comunidades negras rurais quilombolas, no Maranhão, sofrem com a falta de condições mínimas de sobrevivência.

As Convenções contra todas as formas de discriminação sejam da mulher ou étnico-racial, adotadas pelo Brasil, ainda estão longe de serem cumpridas.

Perdemos neste ano, uma companheira solidária à luta das mulheres negras, incansável na luta pelos direitos das mulheres, a Profª. Ieda Batista. Rendemos a ela a nossa homenagem. Nossa luta continua e a vitória é certa.

Há um longo caminho a se percorrer em busca de respeito, dignidade, valorização profissional da mulher negra, que continua sendo o esteio familiar. Sequeremos uma sociedade realmente justa, devemos lutar:

-         Pelo fim da discriminação racial no trabalho;

-         Contra a exploração sexual, social e econômica da mulher negra;

-         Por condições de vida digna para o povo negro.

Conscientize-se e Reaja à Violência Racial! Não silencie frente à violência e opressão!

Viva Lélia Gonzalez, Maria Firmina dos Reis, Mãe Andresa, Maria Aragão, Silvia Cantanhede, Ieda Batista, guerreiras que abriram o caminho para nossa luta!

 

Comissão de Mulheres do MNU

Movimento Negro Unificado – MNU

Rua Prof. Carlos Alberto dos Santos, 24 –  Cond. Res. Sol Nascente – Planalto Anil I – tel. 3244-5271 - CEP 65.064-300 - São Luís – MA  -  e-mail: mnu.ma@bol.com.br

site: http://movimentonegrounificadomnu.blogspot.com

http://movimentonegrounificadomnu.zip.net

http://araogunbiyi.sites.uol.com.br

http://spaces.msn.com/members/mnufotos



Escrito por MNU às 22h46
[ ] [ envie esta mensagem ]


 

 

“Nós apresentamos a outra face tantas vezes que agora nada mais resta que possamos oferecer”

Oliver Tambo  (27.10.1917– 24.04.1993), ex- Presidente do ANC – African National Congress – África do Sul

 

 

“A não-violência é anacrônica”.

Kwame Nkrumah (21.09.1909 – 27.04.1972)

 

“Se ao esmurramos um rocha e, em conseqüência disto, quebrarmos a mão, o agressor não será a rocha”.

Baba Agba

 

“Nós queremos ajudar os brancos a se tornarem novamente seres humanos, ajuda-los a recuperar a humanidade que perderam”

Desmond Tutu, negro, arcebispo anglicano – África do Sul

MARÇO:

06 – Independência de Gana (Costa do Ouro), em 1957. O primeiro país africano a

        tornar-se independente, e, tendo como mentor o líder Kwame Nkrumah.

08 – Dia Internacional da Mulher.

12 – Independência das Ilhas Maurício, em 1968.

14 – Nasce, Antônio de Castro Alves, o “poeta dos escravizados”, em 1847, na

        Fazenda Cabaceiras (BA).

-         Morre Antonio de Noto, em 1550, mais conhecido como “Antonio Etíope” devido sua origem negra. É venerado no Brasil como Santo Antonio do Categeró.

21 -  Dia Internacional pela Eliminação da Discriminação Racial.

25 -  “Abolição” da escravatura em Baturité, em 1883, no Estado do Ceará.

28 – Independência de Serra Leoa, em 1961.

 

Você Sabia? Que:

.Mestre Valentim (Valentim da Fonseca e Silva), escultor, entalhador, ourives e arquiteto, morreu em 1º de março de 1813.

 

 

 

Mestre Valentim entrega projeto de Recolhimento de N.S. do Bom Parto a D. Luiz

de Vasconcelos e Souza
(João Francisco Muzzi, 1789)


Chafariz do Carmo (chafariz do Mestre Valentim, Praça XV, Rio) Debret 1834.

 

 

.Em 18.03.1933, foi lançado o jornal “A voz da Raça”, órgão oficial da Frente Negra Brasileira, em São Paulo.

.Em Sergipe, negros livres e libertos foram proibidos de freqüentar escolas públicas pelo governo, em 20.03.1838, continuando o estabelecido pela Constituição do Império, em 1824.

.O Dia Internacional pela Eliminação da Discriminação Racial, instituído pela ONU, em 1960, em decorrência dos acontecimentos de Sharpeville (África do Sul), onde a polícia disparou sem aviso sobre a multidão que se manifestava pacificamente, matando 69 e ferindo 186.

.Ahmed Sekou Touré (09.01.1922- 26.03.1984), foi o primeiro presidente de Guiné-Conacry.

 



Escrito por MNU às 22h41
[ ] [ envie esta mensagem ]


 

 

 

Fevereiro:

 

“O que sei é que qualquer que seja ou for a verdade eu  a buscarei por supor que vale a pena busca-la”.

W.E.B. Du Bois

 

“Não posso compreender um(a) negro(a) que tenha sofrido, que saiba quem foi o(a) responsável por isso e ainda assim nada faça”.

Zindzi Mandela

 

 

03 – Morre em 1969, Eduardo Civambo Mondlene, o primeiro presidente da FRELIMO

        (Frente de Libertação de Moçambique).

07 – Calabar dirige ataque ao Forte de Rio Formoso, 1633.

-         Independência de Granada, em 1975.

-         Nasce Clementina de Jesus, a “Kelé”, em 1902.

14 – Morre, em 1977, a escritora Carolina Maria de Jesus, autora do livro “Quarto de

        Despejo”, aos 61 anos de idade. 

19 -  Morre o poeta Solano Trindade, em 1974,  no Rio de Janeiro.

20 – Frederick Douglass, escritor, ativista negro norte-americano, nasce em 1895.

21 – Malcolm X, líder negro, morreu em New York (USA), em 1965.

 

Você Sabia? Que:

 

.Langston Hughes, escritor e poeta norte-americano, nasceu em 1º de fevereiro de 1902.

.O início da luta armada em Angola se deu em 04.02.1961.

.Blecaute (Otávio Henrique de Oliveira) morreu aos 63 anos  de idade, em 09.02.1983, e era conhecido como o “General da Banda”.

.Mãe Menininha do Gantois (Maria Escolástica da Conceição Nazaré), falecida em 1986, assumiu o Gantois em 1922, nasceu em 10.02.1894.

.Em 17.02.1973, morreu “Pixinguinha” (Alfredo Viana Filho).

.O 1º Congresso Pan-Africano foi organizado por W.E.B. Du Bois, em 19.02.1919, em Paris, França. Du Bois nasceu em 23.02.1868 e é considerado por alguns estudiosos como o pai do Pan-Africanismo e do conceito de negritude.

.Em 20.02.1939 nasceu Wilson Simonal de Castro.  Chico Anísio diz: Wilson Simonal "incomodava a uns tantos, que não suportavam ver aquele negro com a fita na cabeça, um swing absoluto, um ar de modéstia e ainda cantando olhando nos olhos das moças (brancas) que brigavam por um lugar nas primeiras filas exatamente para serem olhadas por ele”.



Escrito por MNU às 19h23
[ ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]
 
Histórico
30/11/2008 a 06/12/2008
28/09/2008 a 04/10/2008
31/08/2008 a 06/09/2008
27/07/2008 a 02/08/2008
29/06/2008 a 05/07/2008
25/05/2008 a 31/05/2008
11/05/2008 a 17/05/2008
27/04/2008 a 03/05/2008
30/03/2008 a 05/04/2008
16/03/2008 a 22/03/2008
02/03/2008 a 08/03/2008
10/02/2008 a 16/02/2008
30/12/2007 a 05/01/2008
09/12/2007 a 15/12/2007
04/11/2007 a 10/11/2007
30/09/2007 a 06/10/2007
02/09/2007 a 08/09/2007
15/07/2007 a 21/07/2007
25/02/2007 a 03/03/2007
11/02/2007 a 17/02/2007
12/02/2006 a 18/02/2006
11/12/2005 a 17/12/2005
03/07/2005 a 09/07/2005
01/05/2005 a 07/05/2005
27/03/2005 a 02/04/2005
06/03/2005 a 12/03/2005
06/02/2005 a 12/02/2005
23/01/2005 a 29/01/2005
09/01/2005 a 15/01/2005




Votação
Dê uma nota para
meu blog



Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis
 MNU





O que é isto?